21
Ago 11

 

Envelhecer...

 

Envelhecer...

 

Não sou um especialista nesta matéria mas, de forma empírica, a minha certeza, é a dificuldade, que todos nós sentimos, porque não queremos ser capazes de aceitar, o envelhecimento, com sã e tranquila inteligência, como se de um dom de Deus se trate!

 

Envelheço diariamente, desde que nasci, numa curva de um gráfico ascendente, até aos dias de hoje, em que já passei do meu topo máximo, continuando a minha caminhada, dentro dos valores bem positivos, até a minha curva descendente cortar a abcissa, do meu gráfico de Vida, ou a pique, por morte súbita, por fatores externos, ou apenas dentro do seu lenta e salutar esfumar, até à minha morte física, de forma naturalmente natural.

 

Durante o meu Crescimento fui-me habituando a usufruir do são evoluir das minhas funções orgânicas, cada vez mais apuradas, até ao seu auge.

 

Depois de terem atingido o seu topo máximo, entraram na sua fase descendente, altura em que, para espanto meu, me apercebi que, no dia seguinte, e em cada dia que passava, já não eram, fisicamente falando, as mesmas, que me tinham proporcionado, em crescendo, tanta força e tanta agilidade, fato que me foi dando muita segurança interior, para poder optar, de forma consciente, que não deveria meter-me, de futuro, em aventuras de outrora.

 

O meu envelhecimento passou a ser feito, num crescendo, de ideais positivos, pela minha sã presença, sobre este belíssimo Planeta Azul.

 

Passei a ser muito mais útil à mim mesmo, e à comunidade onde estou inserido, mostrando-lhes tranquilamente, que é possível envelhecer sem sofrer psiquicamente, nem fazer de conta que dependemos de terceiros para que nos façam certas tarefas, ainda ao alcance das nossas qualidades físicas.

 

Envelhecer...

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2011-08-21

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 13:12
sinto-me: um velhote felicissimo...!!!

Sim meu amigo,pelo exemplo nos vai ensinando como trilhar com serenidade, sabedoria e qualidade, este caminho comum a todos :)
Abraço
Marta M
Marta M a 21 de Agosto de 2011 às 23:54

Olá Marta!
É com os nossos testemunhos que vamos mostrando, a quem nos segue, que certas facetas das nossas vidas são úteis, quando mostradas, tranquilamente, por quem tem os complexos reduzidos ao minimo...!
Abraço Amigo
Marcolino

É por todos estes exemplos que agradeço, amigo Marcolino, as palavras que nos fazem acreditar em dias melhores. As palavras que nos fazem acreditar que as pessoas, independentemente das suas gerações, transformam os nossos dias.
João Nuno a 30 de Agosto de 2011 às 02:27

Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19

22
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO