21
Nov 11

 

Jamais deixarei de Caminhar...

 

Jamais deixarei de Caminhar

Porque Caminharei na direção acertada

Sem me deixar vencer alguma vez

Pela famigerada Barreira do Cansaço

Cumprindo todas as Tarefas que Deus me destinou

Todas elas feitas à minha medida

Para que nem pouco nem a mais

Possa Cumprir com a Vontade de Deus em mim

Quer goste quer delas desconfie

Por mais simples ou complicadas a meu ver possam ser

Se até hoje consegui levar a cabo todas elas

Quantas e tantas vezes me senti esmorecer

Rodeado pela Família e pelos Amigos

Quantas e tantas vezes superei meu desfalecimento

Sem nunca ter que recomeçar tudo de novo

Porque estava apenas Cansado

Nunca por nunca Derrotado

Porque o Cansaço se regenera com Inteligência

A Derrota sempre fere profundamente

Plena de dolorosas marcas ensanguentadas

Todas elas feitas de Feridas Profundas

Quiçá castrações perenes

Nascidas de lutos de lutas desiguais

Olharei tranquilamente minha Missão Terrena

Na Hora da minha Morte Física

Sorrindo-me pleno de satisfação

Porque me sinto e nunca ter esmorecido por Inativo

Qual Moribundo sempre à espera dos Bons Ventos

Sem Vontade Própria para Caminhar

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2011-11-21

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 18:12
sinto-me: jamais deixarei de Caminhar

E que caminhe sempre assim com essa força e garra para conseguir fazer toda a sua viagem em paz de espírito aceitando o que Deus lhe destinou.
Abraço
Teresa a 21 de Novembro de 2011 às 19:52

Beijinho de grande Amizade, para si, Teresa!
Abraço
Marcolino
Marcolino a 21 de Novembro de 2011 às 22:35

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
25
26

27
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO