12
Fev 12

 

Fui ao Porto…

 

Fui ao Porto

Cheguei pelas 23 horas

Rumei de táxi até ao meu hotel

As luzes pelo caminho

Eram luzes diáfanas

Pelo nevoeiro que se sentia

Estava frio demais para me apear

Passear pelas ruas desertas

Que me fizeram recordar

Outros tempos

Outras e tantas e iguais noites

De certos invernos já passados

Que teimam em aparecer

Quanto o tempo não está de amores

 

© M. Osorio

 - Peregrino -

  2012-02-12

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 08:14
sinto-me: fantasma viajante...

Que bela imagem da estação de Campanhã! Espero que as conclusões do médico tenham sido agradáveis para si.
Zilda Cardoso a 12 de Fevereiro de 2012 às 14:38

As conclusões dos médicos são unânimes: Que não me preocupe, por não existirem medicamentos nem tratamentos, para este meu caso que, felizmente, depois da minha última operação, em Londres, em 2008, se tem mantido na mesma, isto é, continuarei a ver, para poder fazer o meu dia a dia o mais normal possivel, desde que não abuse...
Abraço
Marcolino
© M. Osorio a 13 de Fevereiro de 2012 às 01:00

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

15
17
18

20
21
22
24
25

26
27
29


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO