23
Fev 12

 

Olhei esta fotografia…

 

Olhei esta fotografia

Lembrei-me do Meu Agora

Depois coloquei-me na minha posição

De quando fui bem mais novo

Em que fomos ensinados a amar e proteger

Todos quanto nos deram o Ser

Porque lá em Nossa Casa

Os Velhos eram para ser Escutados e Amados

Nunca por nunca fomos habituados abandonar

Os nossos ancestrais

Os Velhotes do nosso Bairro

Os Pobres

Os Remediados

Quiçá alguns dos Ricaços também…

Conheço Irmãos Pais e Avós do meu dia-a-dia

Que teimam em ser Antiquados

Tratando-se uns aos outros como Seres Humanos

Reconhecemo-los diariamente sem equívocos

Pelo Amor Fraternal Antiquadíssimo

Que se dedicam Incondicionalmente

E quando alguém não assoma à janela pela manhã

Logo todos se dão as mãos para lhe valer

Com seus gestos plenos de uma Partilha Humanizante

Depois veremos

Se não teria sido bem melhor

Reciclar esta Nova Vaga Desumanizante

Que nem a jovens interessa

Quanto mais aos seus ancestrais

 

© M. Osorio

 - Peregrino -

  2012-02-23

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 09:40
sinto-me: bem feliz!

É tão triste... O que pode cada um de nós fazer?
Um por todos, todos por um.
VALE?
Zilda Cardoso a 23 de Fevereiro de 2012 às 14:24

Olá, Zilda!
É isso..., um por todos, todos por um..., muito antigo, jamais desatualizado...!
Abraço
Marcolino
© M. Osorio a 23 de Fevereiro de 2012 às 19:02

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

15
17
18

20
21
22
24
25

26
27
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO