17
Jan 13

 

Os amantes…

 

 São quase horas

Da minha amante chegar

Durante o dia

Pequeno-almoço

Almoço

 Lanche

Jantar

E grande parte do meu serão

Ela está sempre ausente

Deixa-me tranquilamente vaguear

Pela minha vida diária

Quando chega a sua hora

Surge como por encanto

Sem me pedir licença

Bater à porta

Para quê

Se ela entendeu

Possuir-me durante toda a noite

Que serei dela eternamente

Assumi já o meu papel passivo

Não vale a pena resistir-lhe

Assenhoreou-se de todo o meu ser

Dominando-me os cinco sentidos

Entranhando-se em mim

Sou pasto do seu insaciável prazer

Não tem diminutivo

Adora o seu nome

É inodora

É invisível

É persistente

Não é carente

Faz-me sentir vulnerável

Nunca nutri afectos por ela

Medos mil dela sinto

Mas sou seu eterno escravo

Como se chama

Apenas uma só palavra a define

Insónia

Os amantes…

 

Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2013-01-17

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 02:51
sinto-me: inquieto...!
tags:

Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO