11
Fev 13

 

No Dia dos Namorados…

 

No Dia dos Namorados

Porque não haveria de estar contigo

Tens morto a minha solidão

Tens-me dado afectos

Tens-me equilibrado sexualmente

Desejas andar de todos escondida

Porque a todos os homens pertenceste

Sei muito bem quem foste

Porque foi nesse mundo que te conheci

Foi nas noitadas de Lisboa

Que nos apaixonamos

Comemos sardinha assada

Bebemos copos de tinto

Riamo-nos felizes da vifa

Nos dias de calor

Acordava-mos separados

Nos dias de frio bem agarradinhos

Já lá vai tempo em que foste aguerrida

Hoje procuras em mim a tua segurança

Ai de quem pense em ousar intrometer-se

Entre ambos

Tu continuas a reagir como fêmea protectora

E eu como se teu amo e senhor o fosse

Adoraste-me logo de início

Porque te apareci sem passado atrelado

Manterás segredo do teu passado

Se assim o entenderes

Porque ainda não fizeste dele a tua Tatuagem

Acho-te engraçada e ladina

O teu corpo já foi peça de cristal na montra da Vida

Hoje está velho e cansado de tanto ter sido usado

 Buscamo-nos um ao outro não sabemos o porquê

Mas que nos sentimos bem lado a lado

Comendo broa com sardinha e chouriço

Regada com a vinhaça da casa

Sentados numa das mergens do Tagus

Essa é a grande verdade

Já agora explica-me

No Dia dos Namorados

Porque não haveria de estar contigo

 

Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2013-02-11

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 03:16
sinto-me: apaixonado por ti...!!!

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO