26
Jul 10

Olho as minhas mãos...

 

Velhas e cansadas

Sinto-as vazias

Vazias de vocês duas

De quando eram nenés

E em vós pegava

Com muito amor e carinho

Cuidados redobrados

Para que mal algum

Vos pudesse acontecer

Olho-as pleno de recordações

Sentindo ainda nelas

O vosso peso

O vosso humano calor

A vossa segurança

Por se deixarem embalar

Pousadas nas minhas mãos

Ao som de melodias agradáveis

Os vossos olhitos felizes

Os vossos sorrisos em segurança

Traduziam mais que bem

A segurança que sentíeis

Naquelas doces mas jovens mãos

Deste vosso paisocas

Que ainda as tem bem doces

Mas avelhadas demais

Cobertas de subtis rugas

Que lhes dão aquele ar especial

Do carinho que vindes diariamente

Nelas buscar

Pegando-as com aquele vosso amor

Muito doce e muito seguro

Aconchegando-as ternamente

Entre as vossas jovens mãos

Mãos que ides olhar mais tarde

Recordando que em jovens

Outras velhas mas ternurentas mãos

Nelas protegeram também

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-07-26

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 18:40
sinto-me: bem feliz...!

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
16
17

18
19
21
23
24

27
29


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO