28
Nov 10

 

 

Avôzinho...porque não festejas o Natal...

 

Ele olhou bem fundo nos olhitos redondos

Deste seu netito

Tão iguais aos seus com a mesmissima idade

Suspirou e disse-lhe complacente

Olha meu querido

Quando teus avós nasceram

Esta data

Não era sequer considerada

Como a do Natal atual

Era outra coisa sem festa

Era mais um dia do ano

Era mais uma folha do calendário

Os teus avós a isso se habituaram

Depois veio um Papa

Todo lampeiro

Aqui d'el Rei

Temos de mudar de data

Deste atual Natal

Porque esta gente materialista

Matou tudo tudo dos pés à cabeça

Materializando-o

Esquecendo-se que o Natal é Espiritualidade

Que deveria ser uma celebração da Familia

Vivido em Comunhão Espiritual 

De todos e com todos os da mesma Familia

Transformou-o numa feira de trocas

Onde abundam as ofertas ricas

Porque até dá muito menos trabalho

E estas prendas caras

Até se podem pagar a prestações

Onde quem pode comprar dá aquilo que deseja

E quem não pode comprar fica-se pela sua presença

Sentindo-se envergonhado na sua pobreza

E o dar Afetos ninguém os vê

Porque estes tais de Afectos já ninguém os usa

Vulgarizaram-se e deixaram de ser dados

Quem os tenta transmitir torna-se ridiculo

Por se cultivar o Mundo dos Desafetos

Quando mudaram o Natal para 25 de Dezembro

Este teu avozinho muito triste ficou

Ficaste triste Avozinho..porquê...

Olha meu querido netinho

Esta festividade apenas mudou de data

Porque as pessoas e as suas cegueiras

Continuaram a ser as mesmas...

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-28

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 07:32
sinto-me: à espera deste milagre...!

27
Nov 10

 

O Natal e o Ódio...

 

O Ódio Primário

Ou Ódio de Estimação a alguém

É uma componente humana

Carregada de desumanidade

Incapaz de ser dissimulada

Seja em que altura o for

Até o Natal não o consegue

Porque tal Ódio em Dogma se tornou

E contra Dogmas

Não existem argumentos

Então e o Milagre do Natal

Não é capaz de transformar

Tal Ódio em em Paz e Amor

Poderemos questionar-nos

Sim digo-vos eu

Quando quem em militância Odeia

Se predispõe a deixar-se transformar

Permitindo a Deus Sobrenatural

Que entre dentro de si

Para lavar seu interior de todo o Ódio

Para que a Paz

Para que o Amor Fraternal Universal

Para que a Partilha

Se instalem dentro de si

Dentro de quem quer ser Curado Por Deus

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-27

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 12:57
sinto-me: com esperança neste Milagre!

25
Nov 10

 

Porquê então Natal...

 

Ainda hoje estou para saber

Para que servirá esta festividade

Criada pelos seres humanos

Com origem não europeia

Já passei

Ou já passaram por mim

Tantos Natais

Como quantos anos de vida tenho

Natal após Natal

Fico à espera do seu real significado

Dizem-me que é algo amilagrado

Sempre perguntei

Porquê então o Natal

A quem eu achava ter uma resposta cabal

Apenas capto mil e uma divagações

Sobre o que deveria ser

Mas que na realidade nunca foi

Ainda consigo entender o significado

Das festividades do Fim de Ano

Resume-se à mudança de números

Números do Calendário atual

Passagem estreita de um ano para o outro

Mas no Natal não existe mudança alguma

Não existe passagem estreita nem larga

Sempre existiu uma triste realidade

Do parecer que vai tudo mudar

Pelas saudações

Pelos escritos

Pelos ditos

Pelos beijinhos

Pelos Abraços

Pelas prendinhas

Mas mesmo ao final do dia

Tudo volta a ser como era

Desilusão consciencializada

Dá-me para perguntar mais uma vez

Porquê então o Natal

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-25

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 15:15
sinto-me: à espera do Milagre do Natal..
tags:

20
Nov 10

 

Segredos...

 

Éramos apenas dois

À volta de uma mesa

Tagarelávamos tranquilamente

Sobre coisas e loisas soltas

De repente apareceu algo

Que nos fez confidenciar

Um ao outro

Segredos mal acarinhados

Ficamos em pulgas

Porque ambos temos

Amigos de confiança

Desconhecidos de cada um de nós

Que sabem guardar segredos

Que por sua vez

Com outros amigos da sua confiança

Guardadores fieis dos seus segredos

Os contam ingenuamente

A outros fieis depositários dos seus segredos

Quebrando assim este encanto do segredo

Mas dos segredos que o são

Porque de tão bem guardados que estão

Acabam caindo no esquecimento

Porque vão para a Tumba com o dono do Segredo

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-20

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 00:54
sinto-me: guardador de certos segredos..

18
Nov 10

 

Distraídos da Mãe Natureza...

 

Ao final destas tardes de Outono

Adoro ir ver a paisagem que me rodeia

Faço-o por puro prazer

E na maioria das vezes

Descubro fenómenos naturais

Que nos passam ao lado

Porque andamos sempre a olhar

Fixamente

Para outros lugares

Onde tudo permanece sem mutações

Por falta de vontade própria

Acerquei-me da janela da cozinha

Bebericando uma chávena de café com leite

Bem morninho

Bastante apetecível

Distraidamente olhei em frente

Foi como se de um tsunami se tratasse

Vi tudo nos céus em grande alvoroço

Pousei a minha chávena no peitoril da janela

Corri a buscar a minha maquina fotográfica

Abri-a

Regulei-a para imagens a preto e branco

Apontei-a

Disparei apenas uma vez

Gosto desta bela imagem desta nuvem gigante

Pairando sobre as Lezírias de Loures

A ponto de a partilhar convosco

Contando como a obtive...

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-18

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 20:08
sinto-me: muitissimo feliz...!
tags:

 

Retido em Casa...

 

Há já largos dias

Talvez duas semanas e meia

Que adoeci com uma forte gripe

Pensando que era daquelas sazonais

Tratei-a como sempre trato

Todas estas maleitas

No entanto estranhei

A falta de melhoras

Os sintomas de fraqueza geral

As tosses noturnas incessantes

Acompanhadas de febres estranhas

Com as respetivas dores nas articulações

Indisposto mais que o vulgar

Uma das madrugadas chamei um táxi

Fui levado às urgências locais

Logo me foi detetada uma Pneumonia

De novo em casa devidamente medicado

Fiz das tripas coração

Servi-me de mim mesmo

Proporcionando-me aquela assistência

Tão necessária nestes casos

Dada por alguém de família

Mas como há muito vivo sozinho

Tratei de mim próprio

Como se vivesse numa ilha isolada do Mundo

Hoje era para sair em passeio até Lisboa

Devidamente agasalhado

Mas como este tempo não está para brincadeiras

Resolvi mais uns dias aguardar

Para que saia de casa sem propensões a recaídas

Só Peço a Deus que me reforce

O Dom da Sobrevivência

O Dom da Independência

E o Dom da Auto-Suficiência

Bem condimentados com o Dom da Alegria!

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-18

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 12:33
sinto-me: muitissimo melhor...!!!
tags:

17
Nov 10

 

Sem inspiração...

 

Mas isto não bem verdade

Inspiro-me avulso

Lendo

Ouvindo

Olhando

Mas por vezes aqueles motes

Dos que me rodeiam

Tornam-se confusos demais

Para a minha mente de velho

Sempre em busca do mais perfeito

Há em mim

Algo de muito forte

A quem chamo de Fonte Inspiradora

Que nesses momentos de confusão

Me obriga a dedilhar este belo teclado

Letra a letra

Palavra a palavra

Fazendo-me ver amplamente

Que de dentro de mim pode brotar em poesia

A minha falta de fontes inspiradoras

Fazendo crescer este texto

De cima para baixo

Numa arvore plena de ramos assimétricos

Que nasce invertida

Com as suas Raízes nos Céus

E o seu Cume roçando a Terra

Onde cada um de vós aqui vem

Colher apenas das folhas do Cume

Nunca conseguindo tocar nas Raízes presas aos Céus

Fazer poesia é isto

São faltas de Inspiração

Transformadas em palavras aleatórias

Que a ninguém causam confusão

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-17

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 00:30
sinto-me: inspirado, novamente...!

12
Nov 10

 

Estou no Outono da Vida...

 

Plano traçado por Deus

Aos poucos esvaem-se-me as forças

Ontem pujantes

Aos poucos abrem-se-me sulcos na pele

Ontem lisa e luzidia

Aos poucos sou tomado pela Serenidade

Ontem impetuoso

Aos poucos alisam-se-me os músculos

Ontem fortes e bem torneados

Aos poucos meus olhos semicerram-se

Ontem olhos grandes e observadores

Aos poucos meu rosto se alegra mais

Ontem só de vez em quando ao sorrir

Aos poucos meu Ser se contrasta mais

Ontem infinito inquebrantável

Aos poucos torno-me mais e mais  cerebral

Ontem estava desligado do Espírito

Aos poucos vou encontrando nova Vida em mim

Ontem até nem nisto pensava

Aos poucos sinto-me mais próximo de Deus

Ontem até nem por isso...

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-12

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 19:40
sinto-me: muito feliz...!
tags:

10
Nov 10

 

O meu Direito à Recusa...

 

O meu Direito à Recusa

Foi-me dado por Deus ao nascer

Vida fora tive que o saber usar

Em muitas e diversas ocasiões

Principalmente nas da Adversidade

Hoje optei pelo meu Direito À Recusa

Às novas Adversidades

Mas de cabeça bem fria e calculista

Para jamais me deixar emaranhar

Não só nas teias da adversidade

Mas também nas opiniões à minha volta

Quero deixar passar esta Adversidade

Como se ela jamais existisse

Na minha vida diária

Nas vidas de todos à minha volta

Se serei capaz...

Homessa companheiros de Jornada

Era o que me faltava depois de chegado a velho

Perder a Santa Paciência

Seria não saber utilizar o meu Direito à Recusa

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-10

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 13:03
sinto-me: bem seguro de mim mesmo...!
tags:

05
Nov 10

 

O Calendário...

 

O Calendário

Ou Contador de Dias

Se não lhe viramos as páginas

Queda-se eternamente na mesma data

Enquanto nós envelhecemos

Ao sabor do Calendário Tempo

Marcador implacável

Do Tempo do Tempo do noso Tempo

Mesmo sem Luas

Sem o Nascer

E sem Pôr-do-Sol

Não há nada que conte o Tempo

Apenas duas coisas são Obras do Tempo

A nossa decrepitude física

E o nosso aperfeiçoamento Espiritual

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-11-05

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 09:23
sinto-me: nuitissi bem disposto...!

Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
15
16
19

21
22
23
24
26

29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO