22
Dez 10

 

O Presépio...

 

Um dia já há muito passado

Montávamos um Presépio de barro cru

Eu e uma das minhas filhotas

Dispúnhamos as respetivas figuras

De acordo com as dos Presépios pintados

Repentinamente o nosso silêncio foi quebrado

Porque da sua cabecita resolver questionar-me

Se aquilo que estávamos a fazer

Tinha alguma coisa a ver com a Sagrada Família

Tu o que achas questionei-a

Oh Pai já reparaste que é mesmo uma Família

Tem um Homem que é o São José Carpinteiro

Tem uma Mulher que é a Nossa Senhora

Tem um Menino que é o Menino Jesus

E os animais que fazem por aqui

Perguntei jocoso

Oh Pai lá estás tu a brincar com esta cena

Mas então explica-me lá

Como estava muito frio e recolhidos num estábulo

Aproveitaram-se da sua presença para se aquecerem

Achas que foram uma Família Feliz

Perguntei meio curioso

Oh paizinho cá por mim até foram bem felizes

Apesar de não estar escrito no meu Catecismo

Olha cá minha filhota que achas mais deles

Olhando as figuras de barro cru

Desenhou com ambas as mãos uma espécie de cúpula

E acrescentou

Sim vejo-os muito juntos e sempre unidos

Não existe nada mas mesmo nada que os possa separar

Representam mesmo uma Família Sagrada e Abençoada

Timidamente me questionou

E tu paisocas que pensas do que eu te disse

Olha minha filhota querida

Quer acredites quer não

Foi a primeira vez na minha vida que me ensinaram

Tudo aquilo que representa um Presépio

A sua Força e União dentro de todas as Famílias

Mereces mesmo um beijinho de Presépio…!

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-12-22

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 19:51
sinto-me: bem feliz neste Natal...!!!

 

De onde me vem tanta Força...

 

Vem precisamente

De dentro de dois velhos Provérbios

Que juntos vos dão a saber em uníssono

Que nada daquilo que vos escrevo

Pode ser tal-qualmente imaginais

Vejamos então

Como trabalham certas artes imaginativas

Dentro de cada qual

 

De onde me vem tamanha Força

Perguntei um dia destes a Deus

Ele apenas me respondeu

A tua Fé pode Mover Montanhas

Mas alto lá

Com aquelas Montanhas que escolhes

Podes crer que umas estarão fixas inamovíveis

Enquanto que outras

Feitas de areias movediças

Somente te darão trabalhos redobrados

Para no final dizeres lá para contigo

Para quê tamanho esforço

Quando este monte de areia nem ratos pare

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-12-22

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 02:28
sinto-me: bem feliz...!!!

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
16
17
18

20
21
23

26
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO