27
Set 12

 

Uma Vida de Burro…
 

Uma Vida de Burro

Com saudações asininas

Deste assumido asno

Mas olhando lá para trás

Quanta burrice fiz

Convicto de estar certo

Burrices sobre burrices

A asneirento velho cheguei

Burro mas filósofo

Congratulo-me diariamente

De que com as minhas burradas

Ter conseguido evoluir

Hoje olho à minha volta

Espanto-me diariamente

Com o escoicinhar doentio

De velhos burros meio cegos

Que de tanto zurrarem

Perdem tempo e andadura...

 

Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

           2012-09-27

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 12:18
sinto-me: burro mas sabendo aprender!
tags: ,

Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19

23
24
25
26
28



subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO