27
Nov 09

Olhei manhã cedinho...

 
Pelas minhas janelas
No morro em frente
Aquele Túnel imenso
O Túnel do Grilo
Pelas suas enormes aberturas
Devorava trânsito para a cidade
Devolvia habitantes aos seus lares
Olhá-lo assim
Repleto de carros e camiões
Fez-me recuar alguns anos
Recordando o que me aconteceu
De semelhante
No meu percurso diário
Até ao local do meu trabalho
 E no regresso a casa
Saía normalmente pelas sete e meia
Deixava as filhas
Na Escolinha e no Infantário
Mais à frente
Deixava minha mulher
No seu local de trabalho
O meu dia-a-dia
Passava-se sem pasmaceiras
Trepidante
Cansativo
De regresso
Meio ensonado elo cansaço
Saboreando os SG Gigante
Uns atrás dos outros
Escutando a minha cassete preferida
Repetia a operação da manhã
Desta vez no sentido inverso
O transito era caótico
Tanto à ida como no regresso
Os carros novos envelheciam rápido
Os velhos avariavam mais amiúde
Recordo-me ao de leve
Dos acessos antigos
Nada comparáveis aos de hoje
Bem mais modernos
Sem buracos
Em largas estradas
O caos persiste
O trânsito aumentou descomunalmente
Os veículos parecem medrar nas estradas
O tempo das viagens inflacionou-se
Suspirei profundamente
Afinal
Para que se gastaram
Tantos milhões de euros
Para expropriar
Rasgar
Cobrir de cimento
Cobrir de asfalto
Terras outrora cultiváveis e férteis
Seria
Para dar trabalho a uns
Tornar outros ainda mais ricos
Mas aquela mesma rotina
Fastidiosa
Desconsolada
Degradante
Do melhor que existe em nós
Subsiste
Tende a tornar-se perene
Não fora o acaso de nos reformarmos
Ao fim de inúteis anos de luta
Que a algum Oásis
Nos fez aportar
Além do dever cumprido
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2009-11-27
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 09:55

Marcolino:
Mudam os cenários e o calendário voa...Mas as questões permanecem, não é?
Quando é que damos volta a isto?
Espero que seja a próxima geração, porque a minha já viu dias melhores
Estamos estafados!!
Abraço de bom Domingo
Marta M a 29 de Novembro de 2009 às 19:07

Olá, Marta!
Futurologia nunca soube fazer. O certo é que era meu desejo, que este «Tsunami», encontrasse algo que o detivesse, e não o deixasse continuar com a sua destruição.
Vivamos as cenas dos próximos capitulos sem nos deixarmos afogar...!
Abraço de muito boa semana!
Marcolino

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
20

22
23
24
26
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO