15
Jan 10

Para quê culpar Deus...

 
Leio aqui ali e acolá
Coisas
Sobre tudo aquilo que mexe
Por exemplo
Este nobilíssimo Planeta Azul
Carregadinho de imponderabilidades
Desde as suas estruturas moleculares
Até aqueles que nele habitam
Também feitos de moléculas
Moléculas contra moléculas
Das infra-estruturas terrestres
Geram energias a mais
Aqui e ali vão-se transformando
Em Vulcões
Em Terramotos
Em Maremotos
Em Tsunamis
Abrem-se brechas onde gente habitava
Caem palhotas vivendas palácios e arranha-céus
Os mares invadem terrenos habitados
Levando tudo à sua frente
Deixando atrás de si apenas destruição e mortes
Clamores de gente confundida e medrosa
Ecoam espaço fora
Teimando culpar um Deus invisível
Por tamanho dó de alma
Dei voltas a minha pobre imaginação
Procurando saber onde o tal Deus havia errado
Apenas uma conclusão tirei
Criou tudo à sua imagem e semelhança
Só que os materiais usados por si
Nos Primórdios do Universo
Eram também a tais Estruturas Moleculares
Agora me pergunto
Será que este Deus
Construtor dos Céus e do Universo
Se deitasse mãos à sua Obra
Em pleno Sec. XXI
Faria as mesmas asneiras...?
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2010-01-15
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 05:28
sinto-me: Amandar bocas...!

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
16

20

24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO