16
Fev 10

A Árvore Genealógica...

 
De ancestral em ancestral
Foste tecendo um bordado
Tendo como pano de fundo
O historial da nossa família
Um dia dei contigo
Meio entupida
Com os dois lindos casamentos
De um dos teus tios
Com duas belíssimas mulheres
Como o irias fazer
Porque de ambas
Esse teu tio
Tem extensa prole
Hoje olhei uma fotografia
Com muitos
Da tal Árvore Genealógica
E quedei-me a pensar
Que tanto numa
Quanto na outra
Ninguém fala de si e dos seus
Guardam segredos infindos
Sobre as suas vidas passadas
Até quem este retrato fez
Nunca soube nada de cada um
E quem a Árvore bordou
Nada saberá dar a conhecer
Porque a si
Muita coisa foi escondida
Pelos preconceitos ancestrais
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2010-02-15
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 00:03
sinto-me: a levantar Fantasmas...

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
20

21
22
23
26
27



mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO