24
Fev 10

Mudaram-se as Vontades...

 
Mudaram-se os conceitos
Dos tempos e dos modos
Da Vida a dois
Antigamente
Toda a gente se casava
Porque só assim se entendia
Uma união a dois
Onde a honorabilidade
Onde a respeitabilidade
Eram Cortinas de Fumo
Do longo Teatrinho Família
Bem tarde e aos poucos
As vontades das Mulheres
Logo desabrocharam no Palco Social
Foi-se-lhes garantindo empregos
Foram ganhando a sua independência
Foram-se libertando
Da lei da morte dos espartilhos sociais
Alcançaram direitos iguais
Aos direitos dos seus companheiros
Tornaram-se independentes como eles
Com habitação
Com alimentos
Com agasalhos
Com direito à sua autonomia
Com direito à sua dignidade humana
Mas entre os dois
Fêmeas e machos
As hormonas falam bem mais alto
Nunca da lei da procriação se libertaram
Mas mudaram-se as Vontades
Porque entre os animais em liberdade
Nunca foi necessário papel escrito
Para se acasalarem
Para procriarem
Para cada qual seguir o seu caminho
As crias aprendem com os progenitores
Rituais da caça
Rituais de acasalamento
A medida dos seus instintos ancestrais
Onde a vontade humana não aparece
Para lhes estragar este seu Paraíso
Pois quando os humanos aparecem
E os colocam em cativeiro
Até em procriar
Acabam por se desinteressar
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2010-02-24
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 03:24
sinto-me: Bem dis posto e bem feliz

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
20

21
22
23
26
27



mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO