09
Out 10

 

Confissões de um Pai Falhado...

 

Eu, como Pai Falhado, confesso-me ao Mundo, para que o Mundo me tome por exemplo para todos os outros Pais, Homens e Mulheres, não venham a Falhar, como fiz, e da forma como o fiz!

 

Sou, serei além da Lei da Morte, o verdadeiro, o ótimo exemplo, do Pai Falhado, porque, sem inteligência alguma, abdiquei da minha função privilegiada, de Educador Progenitor, para me tornar numa Perigosa, Despersonalizada Imitação, daquilo que deve ser um Progenitor: Um Guia dos bons exemplos, um desenvolvedor dos bons e salutares hábitos inatos, de todos os seus descendentes diretos, e nunca por nunca, aquele Amigo desinteressado que deixa, por desleixo, por preguiça, por conveniência própria, o outro seu Amigo, enveredar por caminhos nada corretos, de uma insalubridade social, sem precedentes!

 

Como Pai que falhou redondamente, por desleixo, por preguiça, por conveniência própria, na educação dos seus descendentes diretos, tarde e a más horas, mais vale tarde do que nunca, vem confessar ao Mundo, a todos os outros Progenitores, que ainda possam ir a tempo, de se emendar, assumindo-se como Progenitores Educadores, para não se igualarem a este Pai Falhado que, em vez de ter dado ao Mundo Dois Seres Humanos lindos, com qualidades impares, inegáveis, fez deles, dois Seres Desumanos, Aberrantes, Criminosos, desenvolvendo-lhes, por desleixo educacional, preguiça, por incúria, as suas qualidades assassinas inatas.

 

Estes meus dois descendentes são, continuarão a ser capazes, de renegar Pai e Mãe, escondendo as suas origens iniciais, registadas na Conservatória dos Registos Civis!

 

Estes meus dois descendentes, são capazes de ignorar Pai e Mãe, já o fizeram, com cruel segurança, em toda e qualquer circunstância da Vida, na Doença, na Fome, na Sede, na falta de um Teto, na falta de um Agasalho, na ajuda Monetária, temporária, para aquisição de medicamentos, essenciais no amenizar de males físicos de longa data, males físicos naturalmente naturais dos Velhos.

 

Estes meus dois descendentes, de uma desumanidade aberrante, por má educação de minha parte, para com eles, são capazes, numa fila de pobres, à mingua, de mão, descoberta, estendida, mendigando uma gota de água, e uma migalha de pão duro, são capazes de fingir que nada estão a ver, para passar adiante, para dar em dobro, a outros dois mendigos, das suas conveniências.

 

Espantai-vos com esta minha Confissão a todos os habitantes da Terra?!

 

Facilmente poderei comprovar, tudo aquilo que vos revelei, neste texto, a fim de, se ainda for tempo, aqueles que nunca o foram, se torem Progenitores por Excelência, para que os vossos descendentes não ganhem atitudes Disformes, Aberrantes, e Criminosas...!!!

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-10-09

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 07:22
sinto-me: de coração pleno da Verdade!

Marcolino:
Tudo o que aqui escreveu é duro de ler e de viver...
Imagino que o faz em sentido figurado e como forma de, dramatizando (ficcionando), fazer passar melhor o seu apelo.
Por outro lado, se assim não for, e vivenciado na pele tudo o que refere, é triste. Mas não
unico.
Todos nós em diversas ocasiões duvidamos de alguém que nós é próximo e sentimo-nos falhados como educadores...
Mas, regra geral, mais tarde se comprova que existiram males entendidos que, contextualizados, explicam muitas coisas. Mesmo as más escolhas.
Tenha calma meu amigo.
Um dia de cada vez e, cada acontecimento no seu espaço...
Não vale a pena generalizar.

Abraço solidário.
Marta M
Marta M a 9 de Outubro de 2010 às 19:39

Olá Marta!
A minha experiencia de vida não é ficção, antes o fôsse mas, neste caso concreto, é uma realidade baseada no meu quotidiano, realidade essa que me reforça a Força de Viver, o suficiente, para transmitir, a todos aqueles que me rodeiam, lendo, convivendo pesssoalmente, que todas as atitudes dos nossos vindouros, serão o fruto da Verdade do nosso Empenho, na sua educação, quer cívica, quer moral.
Há uma frase muito antiga que reza assim: «Não há rapazes maus..., os homens é que os tornam...»
Foi comemorado, esta semana que passou, o dia do Idoso. Escutei, e auscultei, dezenas de testemunhos de abandono, agressões psicológicas e fisicas, que me fizeram sentir um Pai Falhado porque, na realidade, meus descendentes, se tornaram MONSTROS HORRENDOS, com as suas actuações diárias, para com os seus Progenitores!
Não me doi revelar isto, até é um alívio, poder reconhecer, como progenitor, que falhei redondamente e, por conseguinte, jamais poderei escandalizar-me com os seus ditos e as suas atitudes!
Meus descendentes, coitados, não têm culpa disto, seus actos, e omissões, são apenas o fruto de uma educação extremamente, mal orientada, e muito mall dirigiada, por mim...!
Quem assim fala, ou escreve, não tem medo algum de reconhecer que ERROU, aproveitando, com Verdade, divulgar estes seus erros, para beneficio de outros, para que o Mundo se torne bem melhor, fruto de relacionamentos humanos bem mais equilibrados!
Tenho muitissima Fé nisto!
Abraço
Marcolino

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14

17
20
21
22
23

25
26
27
29

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO