18
Out 10

 

Que faria Eu...

 

Se um dia

Um filho ou mesmo todos

Cortassem relações comigo

Perguntei-me

Qual a minha atitude para com eles

Muitas atitudes afloraram ao meu Eu

Mas apenas uma prevaleceu

Como Seres Humanos que somos

Em que ninguém é de ninguém

Se alguém deseja cortar relações comigo

Que lucrarei eu recordar incessantemente

Desse alguém que se apartou de mim

Com ou sem motivo invocado

Nada

Apenas sofrimento

Pela minha imensa teimosia

Em querer obrigar a chegar-se de novo a mim

Quem de mim desejou para sempre apartar-se

Porque é assim que se sente bem feliz

Esse Ser

Tem o pleno direito a sua própria Felicidade

Desde que não o forcem desumanamente

A conviver com quem o faz sentir-se infeliz

Que faria Eu

Como gesto de Amor Fraternal Universal

Se um dia

Um filho ou mesmo todos

Cortassem relações comigo

Dava-lhes o pleno direito a sua própria Felicidade

Jamais os forçando desumanamente

A conviver novamente comigo

Que os fiz sentirem-se tão infelizes a meu lado

Tu que me lês deverias ser capaz de fazer o mesmo

É apenas uma questão de Amor Fraternal Universal

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-10-18

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 04:53
sinto-me: de coração pleno...!!!

Marcolino:
Imagina como a situação que descreve é usual?
E pior, existem relações que só se mantêm por puro interesse, financeiro ou outro...
Não sei o que faria, mas acredito que nunca correria atrás de ninguém uma segunda vez...
Triste, mas mais humano do que pensamos.
Abraço
Marta M
Marta M a 19 de Outubro de 2010 às 14:27

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14

17
20
21
22
23

25
26
27
29

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO