21
Fev 14

 

Com o avançar da idade

 

Com o avançar da idade

Ano após ano meu corpo envelhece

Minha mende não o quer acompanhar

Percorrendo outras veredas

Quando penso

Não sinto o tal peso da idade

Que ao meu corpo vai retirando vivacidade

Para reagir e agir

Sonhar ainda o faço

Imaginar também

Mas quando consigo agarrar as pontas

De um dos novelos da minha imaginação

Fico inquieto

Dirijo-me ao computador

E dedilhando o teclado

Deixo sair de mim

Partes dos meus sonhos

Para que outros ocupem

Seus lugares deixados vagos

 

 Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2014-02-21

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 01:02
sinto-me:

Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
22

25
26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO