23
Fev 14

 

São três da madrugada

 

São tres da madrugada

E o meu sono resolveu tirar férias

Já em jovem isto me acontecia

E resolvia a situação

Lendo algo que me entretenha

Um dia resolvi escrever

Mas dei comigo a poetar

Desrimado e sem pontuação

Achei desinteressante

Essa minha estranha forma de escrever

Tranquilamente segui em frente

Sem medos e certos nervos

Fui lendo todos os comentários

Criticando como escrevia

Mas nunca o conteudo

Foi então que tirei do bolso

Minha grande vontade de poetar

Não como os demais

Mas sim genuinamente como o sei fazer

Nunca me dei mal com o que escrevo

Muito menos com a forma como o faço

Escrever faz-me pensar

Naquilo que fui dedilhando neste teclado

Também vou aprendo comigo

De cada vez que me releio

 

 Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2014-02-23

 

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 03:35
sinto-me: sem sono...

Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
22

25
26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO