29
Jan 13

 

Quando nascemos…

 

Quando nascemos

Jamais imaginamos

Quanto teremos que palmilhar

Se o soubéssemos

Perguntar-nos-íamos

Será que teríamos coragem

Para vivermos todo o Futuro

 

Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2013-01-29

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 03:22
sinto-me: feliz...!
tags:

06
Set 12

 

Recordar o meu passado…

 

Recordar o meu passado

Foi tema em duas fases

Quando a vida me corria muito mal

Às minhas boas e sãs memórias recorria

Para ao amargo presente adoçar

Hoje o meu presente

Está tão equilibrado e bem feliz

Que do meu passado

Não quero nem devo recordar

Para à sua beleza nada minimizar  

 

Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2012-09-06

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 11:26
sinto-me: bem feliz!

27
Jan 12

 

Nostalgia…

 

Será nostalgia

Será evolução mal aceite

Será medo do Futuro

Hoje falei com o meu irmão

Olhando para o seu netinho

Recuamos no tempo

Lembrámo-nos de coisas inverosímeis

Vistas à lupa dos novos tempos

Rimo-nos a bom rir

Porque na nossa juventude

Nem sonhávamos com os dias de hoje

Nostalgia

Serão amarras ao nosso passado

Com medo de evoluirmos

Que nos fazem meditar

Aquilo que fomos

Aquilo que nos vamos tornando

Porque nunca desejámos parar

Amarrados pelos medos de evoluir

A um passado que foi a nossa escola

Outrora limite invisível da evolução

Ao presente de hoje

Meta volante para novas evoluções

Se as nossas mentes se deixam parar

Nos tempos passados

Então hoje entramos em sofrimento

Por falta de entrosamento

Resolvemos então deixarmo-nos de ser passado

Para podermos absorver e usufruir

Todas as benesses destes novos tempos

 

 M. Osório

-Peregrino-

2012-01-27

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 00:37
sinto-me: Muitissimo feliz...!!!

29
Dez 09

Ao jeito de Balanço...

 
Resolvi fazer uma retrospectiva
Do ano que está a findar
Foram onze folhas de Calendário
Viradas uma a uma
Ainda me resta uma
Que por si só se descolará
Rumando ao Passado
Porque o seu Tempo se findou
Outras doze folhas virarei
Uma a uma
Sem contar com as que virão
Pois em cada folha encontrarei
Apenas um dia para viver de cada vez
Nunca contando com os que virão
Esquecendo-me daqueles que já passaram
Ao jeito de Balanço
Este será o meu ano que ainda não findou
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2009-12-29
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 12:54
sinto-me: Um porreiraço...!

Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO