13
Mar 13

 

Olho este copo…

 

Olho este copo

Com vontade de o ver cheio

Não de água nem de vinho

Mas sim de muitas moedinhas

Para que ao final deste dia

Ao regressar à minha barraca

Possa comprar uma malga de sopa

Meio pão do Alentejo

E assim aconchegar meu vazio estômago

Passam tantos e tantos por mim

Uns olham-me com nojo

Outros com desdém

Outros apenas me ignoram

Mas entre tantos milhares de passantes

Há sempre uma alma bondosa

Que me acorda da letargia

Lançando para dentro deste copo vazio

Uma pequenina moedinha castanha

Sempre bem-vinda

Sempre bem recebida

Que me faz antever a minha satisfação

De poder tomar uma sopinha

E rilhar pão do Alentejo

 

Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2013-03-13

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 11:38
sinto-me: constrangido...!!!

13
Jun 11

 

Fui passear até Coimbra...

 

Vi o velho transformado

Novas coisas apareceram

O Choupal bem aproveitado

O Mondego navegável

Novos bairros se ergueram

Catedrais do Consumo cresceram

Desporto muitíssimo desporto

Praticado em belos locais para o efeito

Jovens muitos jovens

Nadando Ginasticando-se Correndo

Coimbra é Velha no Tempo

Coimbra renasceu para a gente jovem

Os velhos revisitam-na

Nem saudades dos outros tempos sentem

Porque Coimbra está reconstruída

Para gente Jovem com valores novos

Gente do Futuro de Portugal

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2011-06-13

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 00:05
sinto-me: muitissimo feliz...!

21
Jan 11

 

O Meu Voto...

 

Será o meu Futuro

Vote em quem votar

Votarei em consciência

Não será do agrado de muitos

Mas sei que estarei presente

Não contribuirei para a Abstenção

Não anularei Votos

Com dichotes e considerandos

Votarei em Consciência

Ciente de que o farei para meu bem

Meu Candidato poderá não ganhar

Nem ele sabe que nele votei

Nem saberei doutros que nele votarão

Vestirei meu Fato Domingueiro

Meus sapatos luzirão

Meias a condizer

Camisa bem engomada

Colarinho fechado

De onde sobressairá um nó bem feito

De uma velha e discreta gravata

Para estas ocasiões sempre usada

Com o meu BI e o Cartão de Eleitor

Lá estarei na minha Secção de Voto

Para numa Urna de Voto

Meu Voto ali depositar

Meu Voto com os demais

Será a Força do nosso Futuro

Um Futuro bem risonho

Para mim

Para os demais

Para os Vindouros

 

Marcolino Duarte Osório 

- Peregrino -

2011-01-21

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 19:57
sinto-me: um verdadeiro democrata...!!!

12
Jan 10

Parece Impossível, mas é Verdade...

 
Basta de modéstias
Porque este nosso rincão
Ou seja
Portugal Continental
Tem
Além das medidas exactas
Latitude
Longitude
Altitude
Fronteira marítima
Fronteira terrestre
Praias e campos
Até neva na Estrela
As quatro estações do ano
Planícies e montanhas
Rios
Lagos
Albufeiras
Maternidades e Cemitérios
Escolas e Universidades
Alfobre de um Nobel
O tal pai da Angiografia
Porque o outro é autodidacta
Escreve a rodos
Desde a Politica até Deus
O primeiro já morreu
O segundo esse...
Exilou-se em Lanzarote
Com vergonha da Mãe Pátria
Portugal
Também tem Padres e Freiras
Políticos e Sem Abrigo
Médicos e Doentes
Asilos de Loucos
Casas de Repouso da Terceira Idade
Infantários
Prostíbulos
Empregos já os teve...
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2010-01-12
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 17:48
sinto-me: Iluminado
tags:

Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO