05
Dez 09

Confidencio...

 
Meus pensamentos
Feitos de escrita
A quem por aqui passa
A todos vós dia a dia
Que me ouvem lendo-me
Escutando assim em silêncio
Todas as minhas confidências
Feitas das minhas vivências
Minhas confidências
Fazem-te sorrir
Fazem-te chorar
Fazem-te pensar
Fazem-te mudar do rumo errado
Minhas confidências
São grãozinhos de uma areia desértica
Dos desertos trilhados por todos nós
Desertos dos desamores
Desertos das infidelidades
Desertos das Almas abandonadas
Desertos dos Sem-Abrigo d'Afectos
Desertos dos desertos
De todos os nossos desertos
Confidencio-te porque me lês
Ajudas-me porque me deixas escrever
Minha cura está nesta Peregrinação
Caminho certo dos Caminheiros
Renovada a cada confidencia que faço
Confidencio
Meus pensamentos
Feitos de escrita
A quem por aqui passa
A todos vós dia a dia
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2009-12-05
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 18:32

Ah como era meu desejo...

 
Ah
Como era meu desejo
Ser um grande Orangotango
Andar de galho em galho
Pulando de alegria
De árvore em árvore
Calmo
Lúcido
Tranquilão
Parando aqui ali acolá
Olhando sem desdém
As macaquices das outras raças
Escutando sem me escandalizar
As suas faladuras
Feitas de guinchos e más criações
Batendo palminhas como os nenés
Quando um dos das outras raças
Dependurado feito fruto seco
Se deixa cair de cabeça
Vrruuummm splash-plof na dureza do chão
Espantando seus coleguinhas
Pondo curiosos seus nenés de peito
 Fazendo chorar de raiva
Seus tratadores
Que mais este lixo têm de varrer
Ah
Como era meu desejo
Ser um grande Orangotango
Olhando sem desdém
As macaquices das outras raças
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2009-12-05
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 10:16
sinto-me: Bem feliz!

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
17

20
21
23
25
26

27
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO