21
Jan 10

No meu Jardim Público...

 
Passam todos os seres vivos
Cão e gato sempre à bulha
Policias e ladrões em gincana
Doutores e analfabetos à compita
Qual deles mais Mestrado em insultos
Associações de malfeitores digladiando-se
Casalinhos a namorar nos arbustos
Surpreendidos pelos mirones voyeurs
Pedófilos dando o bote em nenés
Com a morosidade das Leis lá se safam
Pais que abandonam seus filhotes
Para se darem à leveza alcoólica
Pedem ao Papa perdão
Para do calabouço livrarem o coirão
Banqueiros ladrões permanecem impunes
Quem assim roubou na estranja se diverte
Prostitutas andam ansiosas
Que a crise já lhes bateu à porta
Meneiam-se em gestos lânguidos
Para infectar mais um incauto
É assim que vai a vida no meu Jardim Público
Incompleto
Porque Leões Tigres Macacos e Elefantes
Ainda por cá não apareceram
O seu Jardim é bem outro
O tal Jardim Zoológico
Onde já não têm quem deles trate
Nem quem vá às compras por eles
Este meu Jardim Público…
 
Marcolino Duarte Osório
- Peregrino -
2010-01-21
publicado por Marcolino Duarte Osorio às 12:11
sinto-me: Um jardim sem Jardineiro

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
16

20

24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO