24
Mar 10

Esta madrugada acordei...

 

Com a chuva

A bater nas vidraças

Das janelas do meu quarto

Daqueles acordar

Que nos dá a nítida sensação

De que ainda estamos a sonhar

Desejei abrir os olhos

Não conseguia

As pálpebras

Demasiado adormecidas

Teimavam manter-se cerradas

Coloquei

Meus ouvidos à escuta

Mas a minha curiosidade

Aliada a minha dúvida

Acabou por me fazer ver

Que o melhor para mim

Seria da minha cama saltar

Assim o pensei

Assim assomei à janela do meu quarto

Ela vinha correndo de Sul

Miudinha mas forte

Açoitada pelos ventos

A esta minha janela batia

Quiçá pedindo abrigo

Ou seria para me dar a saber

Que olhando lá para fora

Esta poesia faria nascer

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2010-03-24

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 05:10
sinto-me: de coração pleno de amor...!

Marcolino
Tenho acompanhado, mais uma vez em silêncio, este seu blog. Tocou-me muito a beleza que transmite da relação que tem com os que lhe são mais queridos. Com os que lhe são mais queridos e com o mundo que o rodeia. Linda esta sua madrugada! Bom resto de semana.
descobrirafelicidade a 24 de Março de 2010 às 23:41

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
23
27

28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO