23
Fev 14

 

São três da madrugada

 

São tres da madrugada

E o meu sono resolveu tirar férias

Já em jovem isto me acontecia

E resolvia a situação

Lendo algo que me entretenha

Um dia resolvi escrever

Mas dei comigo a poetar

Desrimado e sem pontuação

Achei desinteressante

Essa minha estranha forma de escrever

Tranquilamente segui em frente

Sem medos e certos nervos

Fui lendo todos os comentários

Criticando como escrevia

Mas nunca o conteudo

Foi então que tirei do bolso

Minha grande vontade de poetar

Não como os demais

Mas sim genuinamente como o sei fazer

Nunca me dei mal com o que escrevo

Muito menos com a forma como o faço

Escrever faz-me pensar

Naquilo que fui dedilhando neste teclado

Também vou aprendo comigo

De cada vez que me releio

 

 Marcolino Duarte Osório

          - Peregrino -

          2014-02-23

 

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 03:35
sinto-me: sem sono...

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
22

25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO