09
Fev 14

Serei um barómetro

 

Serei um barómetro

Ou agirei como tal

De cada vez que o tempo alterna

Entre ensolarado e chuvoso

Entre o frio e o quente

Como estarei sempre abaixo das nuvens

Tanto me deprimo como me alegro

Quando o rei sol se esconde além nuvens

Meus lábios sempre juntos são um u invertido

Mas quando ele reaparece com o seu explendor

Meus lábios retornam à sua simpática forma

Entreabrindo-se docemente

Dando a conhecer a todos

Que tenho um sorriso tranquilo

Doce

E lindo

Serei um barómetro

Ou agirei como tal

Igualando-me a todos que me rodeiam

Sendo assim

Quero que haja sempre sol

Para que os que me rodeiam sorriam sempre

Para que as nossas vidas sejam alegres e sorridentes

Desde nenés até velhinhos…

 

 Marcolino Duarte Osório

         - Peregrino -

         2014-02-09

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 15:26
sinto-me: sempre assim

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
22

25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO