01
Mai 11

Eu e minha Mãe na Av. da Liberdade em 1947

 

Mais um Dia das Mães...

 

Mais um Dia das Mães

Mas que chato digo eu

Tendo sido filho

Não me recordar que tive Mãe

Já lá vão tantos e tantos anos

Que esta minha velha memória

Apenas pode ser avivada com esta foto

Olho a foto que de nada me serve

Olho esta fotografia que nada me diz

Nesta foto estão duas pessoas

Um menino de pé num banco ao lado de sua Mãe

Uma Mãe sentada num banco ao pé do seu menino

Esta foto está esquecida dentro de mim

É uma imagem já sem mérito próprio

 Porque não tem cheiro

Porque se perdeu no tempo

Porque nem afetos me desperta

Bem tento avivar minha memória mas nada de nada

Para quê fazer esforço se o esforço me pode matar

Como eu pensando e sentindo assim

Filhos há que fizeram tábua rasa

De todos os seus laços parentais

Como se do nada tivessem nascido

Como se surgissem do nada por geração espontânea

Mais um Dia das Mães

Mas que chato digo eu

Tendo sido filho

Não me recordar que tive Mãe

 

Marcolino Duarte Osório

- Peregrino -

2011-05-01

publicado por Marcolino Duarte Osorio às 01:21
sinto-me: sem memórias...!!!

Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Mais um Dia das Mães...

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO